Set de filmagem é igual ________

A vida não para para um filme ser feito.

O set é como uma viagem. Onde quer que você vá você se encontra. Tem consciências agitadas que descobrem, onde for, de Fernando de Noronha ao Tibete, tão perto daquilo que fugiram quanto em casa. Olhando a Mona Lisa em pleno Louvre, cercado de chineses, norte-americanos e alguns brasileiros de um lugar tão brasileiro quanto o seu, a dor do joanete é igual. Tenho que ir pra casa. O problema é que todos os problemas vieram junto. Quem diria, que não é você que foi ao Louvre, mas o Louvre que veio até você.

Um set é igual, te pega no momento X como você é no momento X, até a hora H. Quando um ZOOOOOM vem e você mudou. Mas já chegamos lá. Um set é igual você, tem fome, sede, banheiro, rinite, artrite, alergia a formiga e desde criança sente dor no joelho perto da água do mar.

O set de filmagem é a vida só que em outro nome. Almoço e lanche é catering. Pirraça são “estrelices”. 3 tabelas não são nem uma tabela de nada, são caixotes de madeira que servem pra um monte de coisa. Decorar um ambiente é dressar o cenário e a lista de tarefas é a “ordem do dia”.

É igual qualquer outro trabalho. Tem hora de entrar e sair, e hora de fazer o que tem que fazer.

Mas nisso, podemos dizer, o set também não é igual a qualquer outro trabalho, o set é igual um casamento. É igual uma formatura, alguns são iguais um batizado, outros um velório. É uma produção simbólica e prática cheia de esperanças prontas para serem quebradas. Podem marcar uma despedida. Imagine, uma! Muitas despedidas. Dependendo da condução da produção.

Porque set de filmagem também é igual ir pra guerra ou a uma grande navegação – laços de camaradagem e parceria que jamais serão quebrados se formam. Cada problema que alguém resolve contigo é uma declaração de amor, portanto o set de filmagem é igual um relacionamento – cada problema superado é uma camada mais sólida de intimidade.

O set de filmagem também é igual um outro dia qualquer. Às vezes você sente fome às duas da tarde, às vezes é às cinco da tarde. Tem dias que você acorda sem fome e pula o café da manhã. Tem dias que o mau humor está inabalável. Tem dias que o céu está lindo mas você não tem alegria alguma. Tem dias que você levou um fora.

Mas o set de filmagem é igual um ritual. Cada produção vai te propor algo diferente. Em cada proposta tem um segredo, e em cada segredo existe uma descoberta. Não dá pra saber o que é até que o processo esteja terminado. Num ZOOOOM, um momento passageiro e desafiador, em que você nunca se imaginou na vida real mas num set é possível, ou muitos meses depois de terminado o processo, vai reparar que aquilo que você fez no set você nunca fez antes nem nunca fará de novo. É uma vez que cada produção acontece.

Cada set é, de fato, igual uma viagem – a um lugar estranho que veio até você.

Ou é um set de filmagem, o que não pode ser outra coisa, até porque artista não é turista não.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Sensacional!!!l
    Me lembrou um frase que me disseram há uns 3 anos atrás, logo quando comecei na área.
    “O mosquitinho do audiovisual picou você LEGAL”…

    Confesso que até hoje reflito sobre essa frase.
    Quando estou em um set me sinto tão mais eu. Eu não consigo imaginar alguém que não se sinta em casa dentro de um set. Já ouvi dizer sobre pessoas que não se adaptaram ao ritmo de uma produção de set, mas nunca conheci alguém assim pessoalmente!!! “Set é vida”…